As unidades ficam localizadas nos bairros de Nossa Senhora da Vitória, Barra, Salobrinho, Teotônio Vilela e Banco da Vitória, abertas ao público no período das 8 às 17 horas. Mas agentes do programa continuam atendendo na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS). 

O atendimento da população de Ilhéus pelo Programa Bolsa Família também já está ocorrendo nas sedes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). As unidades ficam localizadas nos bairros de Nossa Senhora da Vitória, Barra, Salobrinho, Teotônio Vilela e Banco da Vitória, abertas ao público no período das 8 às 17 horas. Com a novidade, o beneficiário que mora nessas comunidades e nas circunvizinhas não precisa mais se deslocar até a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS) de Ilhéus para realizar o agendamento, embora agentes do programa continuem atuando no local, no período das 7 às 13 horas.

Conforme explica o coordenador do Bolsa Família em Ilhéus, Fernando Reis, a descentralização do serviço tem por objetivo diminuir os custos das famílias com o deslocamento, agilizar o atendimento e, entre outros aspectos, promover mais conforto aos cidadãos. Para efetuar o agendamento, é necessário que o beneficiário tenha em mãos os documentos originais de todas as pessoas que moram na residência. Ainda segundo o coordenador, a partir do próximo mês de março, o Bolsa Família iniciará o cadastramento e a inclusão de mais quatro mil indígenas da região no CadÚnico com o objetivo de levar políticas sociais para esta população.

Fiscalização – O secretário de Desenvolvimento Social, Jamil Ocké, informa que o trabalho de fiscalização sobre a regularização dos cadastros do Bolsa Família será intensificado com a finalidade de detectar e coibir possíveis irregularidades. “Uma das estratégias é fazer o cruzamento de dados com a Receita Federal e com o Sistema de Óbitos, entre outros órgãos. Uma vez constatada algum problema, os nossos agentes de fiscalização irão se deslocar até a casa desses beneficiários para verificar a real situação dessas unidades familiares”, explica.

O Bolsa Família é um programa integrante do Plano Brasil Sem Miséria (BSM) do Governo Federal. A iniciativa possibilita transferência de recursos para famílias que possuem renda per capita inferior a R$ 70 por mês. Atualmente, são beneficiados em Ilhéus 22.167 famílias.  “Outro detalhe interessante é a aproximação dos cidadãos contemplados pelo programa com as unidades do Cras, tendo acesso a outros benefícios”, afirma Ocké.

(Fonte: Prefeitura de Ilhéus)