Serviços de restituição do Imposto de Renda e fiscalização de bagagem em aeroportos serão poupados da paralisação, informa sindicato

Os auditores fiscais da Receita Federal prometem cruzar os braços a partir da próxima quarta-feira, 19, informou nesta segunda-feira, 17, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco). A categoria quer reajuste salarial e ser incluída em projeto de emenda constitucional que atrela a remuneração de alguns servidores ao salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em nota, o sindicato afirma que alguns serviços de atendimento à população serão poupados, como a restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) e a fiscalização de bagagem em aeroportos.

A paralisação deverá piorar o já complicado cenário enfrentado pelo governo na arrecadação de tributos. Os auditores são responsáveis, por exemplo, pela fiscalização e autuação de pagamentos de impostos devidos.

Fonte: Estadão Online