​SINDIPOL/BA se reúne com integrantes da segurança pública baiana para tratar da reforma da previdência. Uma paralisação está marcada e os policiais estão mobilizados nesse sentido.

O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (SINDIPOL/BA) se reuniu na tarde desta quarta-feira (25) com integrantes da segurança pública no estado. Estiveram presentes:


Dailson Muniz – Agente PF – Presidente ANSEF-Salvador

José Mario Lima – Escrivão PF – Presidente SINDIPOL/BA

Cristóvão Silva – Agente PF – Vice-Presidente SINDIPOL/BA

Jovino Pereira – Diretor Regional Associação dos Peritos Criminais Federais 

Mozart Montenegro – Diretor Financeiro Associação dos Peritos Criminais Federais 

Espedito Teixeira – Delegado Policia Federal – Assessor da ADPF

Rony José Silva – Delegado Federal – Diretor Regional ADPF

Anderson Albuquerque – Agente Penitenciário – Coordenador de Organização e Finanças do SINPEB

Jorge Bastos – Agente Penitenciário – Coordenador Geral do SINPEB  

Geonias Santos – Agente Penitenciário – Coordenador do SINPEB

Fabio Serravalle – Presidente SINPRF

Alan Beça – Diretor Jurídico do SINPRF
Bernardino Gayoso Secretário Geral do SINDIPOC

Eustacio Lopes – Vice-Presidente do SINDIPOC

Marcos Maurício Presidente do SINDIPOC

Ana Carla – Diretora Executiva do SINDIPOC

Fernando Fernandes -Delegado Sindical do Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia 

Reivon Pimentel Coordenador Geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia 

O objetivo do encontro foi discutir estratégias para convencer o governo de que essa PEC – Proposta de Emenda Constitucional n° 287, como está, coloca as Polícias Civil, Federal e Rodoviária Federal em crise, desconsiderando por exemplo, que a expectativa de vida de um policial que em torno de 55 anos.

Uma PARALISAÇÃO NACIONAL está marcada para o dia 8 de fevereiro. A paralisação será total contando com todas as forças de segurança pública não militares. Não podemos aceitar que essa proposta seja aprovada.
Pensando em oferecer um serviço de segurança pública adequado para a população,  o Sindicato dos Policiais Federais da Bahia luta para que essa reforma dê os devidos direitos ao policial.

INFORMAÇÕES 

Sabe qual a Idade da aposentadoria de policiais nos EUA? De 20 a 35 anos de serviço (dependendo do Estado ou Condado), independente da idade; com uma estrutura e estatal incrível, respaldo e respeito por parte dos governantes e da população.

Aqui do lado, na Argentina, de 20 a 30 anos de serviço, independente de idade (30 anos é integral e entre 20 e 29 proporcional).

No entanto, aqui no Brasil, se essa reforma da previdência passar no Congresso Nacional do jeito em que se encontra,  o policial brasileiro que for atingido será o mais longevo do mundo, precisando ter 65 anos para se aposentar.

(Conteúdo informativo Sindipol)