WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


:: 16/jul/2018 . 16:42

Sul da Bahia se consolida como Capital dos Chocolates Finos

choc 2 (2)A verticalização da cadeia produtiva do cacau, com a valorização das amêndoas de qualidade, está provocando o surgimento de marcas regionais de chocolates finos, que variam de 50% a 100% de cacau na composição, um mercado que cresce 10% ao ano no Brasil, enquanto o mercado tradicional cresce apenas 2%. Atualmente são cerca de 40 marcas de chocolate do Sul da Bahia, que já estão conquistando mercado no Brasil e no Exterior.

A agricultura familiar também está presente na produção de chocolates. A Bahia Cacau, com uma unidade em Ibicaraí, implantada pelo Governo da Bahia,  a primeira fábrica de chocolate da agricultura familiar no Brasil. Gerenciada pela Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado (Coofesba), que reúne 60 produtores rurais, a Bahia Cacau tem uma produção de 600 quilos de chocolate/,mês e está ampliando as instalações, com capacidade para atender outras marcas regionais que produzem as próprias amêndoas. “Estamos passando por um processo de consolidação e expansão, capacitando os cooperados e  buscando novos mercados”, afirma Osaná Crisóstomo do Nascimento, diretor da Coofesba.

:: LEIA MAIS »

Estado da Bahia entrega Fábrica Escola do Chocolate nesta terça-feira (17) em Ilhéus

fábrica chocolateIniciativa irá estimular economia local a partir da formação e qualificação de jovens, fortalecimento da Estrada do Chocolate e da Indicação Geográfica (IG) Cacau Sul da Bahia 

A Fábrica Escola do Chocolate Nelson Schaun será inaugurada em Ilhéus nesta terça-feira (17), pelo Estado da Bahia, com a presença de estudantes, educadores, autoridades, produtores locais, além de diferentes atores envolvidos com a cadeia produtiva do chocolate. A instalação com capacidade para produção de 800 kg/mês de chocolate e de 2 toneladas/mês de nibs de cacau, tem o selo de Indicação Geográfica Cacau Sul da Bahia fortalecendo os produtores e a economia local; além de investir na formação de aproximadamente 2 mil alunos por ano. O Secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, e o Superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Durval Libânio, participam do ato.

A proposta é prover, gratuitamente, a formação profissional, inicial e continuada de jovens entre 16 e 24 anos, que estejam matriculados na educação básica regular da rede pública, além de adultos na modalidade PROEJA – Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING | webtiva.com . Webdesign da Bahia