BannerO segundo Encontro da Oralidade será realizado nesta sexta-feira, dia 10, a partir das 19 horas, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto. Mãe Ilza irá discutir sobre Poéticas Negras Contemporâneas e Ancestralidade com Sanara Rocha, multiartista soteropolitana e Tereza Sá, professora, poetisa e atriz ilheense.

Sanara Rocha é feminista negra, produtora cultural e multiartista com campo de atuação na cidade de Salvador. Mestranda em Cultura e Identidade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Integrante do grupo NATA (Núcleo Afro-brasileiro de Teatro de Alagoinhas) desde 2009, onde atua como percussionista, Sanara desenvolve uma pesquisa etnomusicológica acerca das tradições percussivas femininas de matriz africana e da orquestra ritual candomblecista de diferentes nações étnicas.

Natural de Ilhéus, Tereza Sá é especialista em Leitura e Produção Textual e Educação e Relações Étnico-raciais (UESC) e, atualmente, mestranda em Ensino e Relações Étnico-Raciais (UFSB). Ativista do Movimento Negro Unificado (MNU).

Tereza acredita que a educação é o caminho para a mudança da sociedade, ela explica que incentiva “principalmente os jovens estudantes a perceberem que se faz urgente a presença dos afrodescendentes nos lugares de prestígio na sociedade” e completa “pois este é o melhor caminho para acabarem com as práticas discriminatórias, racistas, sexistas, homofobias, transfóbicas, entre tantas outras presentes em nossa sociedade”.

O evento tem entrada gratuita e contará, também, com a participação do grupo Samba de Treita, que resgata a tradição do samba de roda e de terreiro. A atividade faz parte da terceira edição do projeto Mãe Ilza Mukalê (MIM III), uma iniciativa da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, que conta com promoção do Estado da Bahia.

Mais informações: matambatombencineto.blogspot.com