01 (2)Por Carlos Viana* – “Kaká”

Como assistência técnica, mudas de qualidade, trabalho familiar vem recuperando as lavouras de cacau no Sul da Bahia.

Esse é um exemplo que visitei do Assentamento Nova Vitória município de Ilhéus, acompanhado pela COOFASULBA  e CEPLAC, com o apoio do Instituto Biofabrica de Cacau, da CAR e da SDR.

A produção saiu de 13@ por hectare e em 14 meses e saltou para 64 @ e com estimativa a chegar a 150 @ aos 36 meses. Por sua vez, paralelo a este processo está se preparando a melhoria da qualidade do cacau, no pós colheita!

Os agricultores familiares e os assentamentos de reforma agrária juntos, possuem a maior área plantada de Cacau, claro, com baixa produção e produtividade, cenário que  buscaremos mudar até 2030.

Tenho me esforçado para acompanhar e ver de perto estas áreas, dialogando entendimento de manejo convencional, orgânico e agroecológico para apresentar aos agricultores familiares que  é sim possível recuperamos a economia da nossa região pelo Cacau Cabruca e Sistemas Agroflorestais!

*Técnico  do Instituto ECOBAHIA.