Brasil estagnou na luta contra a corrupção, mas o Litoral Sul da Bahia não pode parar

0
40

Na última terça-feira, 25, a Transparência Internacional divulgou o Índice de Percepção de Corrupção (IPC) 2021. O principal indicador de corrupção no mundo revelou que o Brasil está na 96ª posição do ranking feito com 180 países e territórios, ficando atrás de nações como Etiópia, Arábia Saudita e China. Confira: https://transparenciainternacional.org.br/ipc/

O desempenho ruim do Brasil (38 pontos) no IPC 2021 o coloca, mais uma vez, abaixo da média global, de 43 pontos, mas também abaixo da média dos BRICS (39 pontos), da média regional para a América Latina e o Caribe (41 pontos) e ainda mais distante da média dos países do G20 (54 pontos) e da OCDE (66 pontos). 

A Transparência Internacional alertou para a situação do país, que, com pequenas variações, se mantém estagnado em um patamar muito ruim em relação à percepção da corrupção no setor público. Decisões recentes do governo federal, do Congresso Nacional e do Judiciário, no entanto, levaram a retrocessos no arcabouço legal e institucional anticorrupção do país que tornam a situação ainda mais preocupante.

O desmanche institucional no nível federal tem impacto direto sobre estados e municípios em todo o Brasil, por isso o alerta sobre a situação preocupante do país na luta contra a corrupção nos importa tanto. Se a maré não vai bem em Brasília, é preciso trabalhar e garantir que nos municípios do Litoral Sul da Bahia as ações do Estado e das prefeituras sejam feitas de forma íntegra, transparente e com incentivo à participação da sociedade.

Ranking da Transparência do Território Litoral Sul da Bahia

Em 2020, em resposta à pandemia, o Instituto Nossa Ilhéus, utilizando uma metodologia desenvolvida pela Transparência Internacional – Brasil, publicou o Ranking de Transparência no Combate à Covid-19 no Território Litoral Sul com o objetivo de reduzir os riscos de corrupção e desvios em um momento que, mais do que nunca, cada centavo importa para salvar vidas e empregos. Avaliamos como os portais de transparência de 26 municípios traziam informações sobre contratações emergenciais, doações e medidas de estímulo econômico e proteção social. Com nosso trabalho e diálogo com as prefeituras avaliadas, vimos diversos gestores públicos engajados que se empenharam em melhorar a transparência no combate à Covid-19.

O trabalho realizado resultou em aumento da transparência nos portais das prefeituras avaliadas, chegando a 61% avaliados como ótimo ao fim da realização do ranking. Confira em https://www.nossailheus.org.br/transparentometro/

Agora, em 2022, o Instituto Nossa Ilhéus pretende ir além e voltar a mensurar com uma nova metodologia, em desenvolvimento novamente com a Transparência Internacional – Brasil, o nível de transparência e governança pública locais, incentivando e garantindo que, apesar do Governo Federal, no Território Litoral Sul, veremos avanços no enfrentamento da corrupção com a participação da sociedade. Acompanhe em www.nossailheus.org.br e @nossailheus

Publique seu comentário