sufotur secom bahia


Sobre literatura contemporânea sul-baiana, material paradidático e a Piedade

0
1056
Por Geraldo Lavigne de Lemos
A literatura é um patrimônio imaterial da região sul da Bahia. Muitos são os filhos ilustres dessa terra, de renome internacional. A lista de autores é farta, como farta é a lista de livros, que se acumulam às centenas ao longo de décadas de produção. O nascimento de novos escritores continua em um fluxo crescente, representativo da importante e intensa atividade cultural que a sociedade sul-baiana nutre.
O Instituto no Nossa Senhora da Piedade conhece muito bem essa realidade e cuida do ciclo básico de ensino (infantil, fundamental e médio) por gerações, desde a sua fundação em 1916. Essa atenção da Piedade se reflete no material didático e paradidático, cujos títulos de literatura incluem livros canônicos e literatura contemporânea. Ela também se reflete na escolha de professores imersos na nossa realidade, merecendo destaque nomes atuais e anteriores como os de Ramayana Vaz Vargens, Luh Oliveira, Anarleide Menezes e Jorge Alessandro.
A lista de materiais para a 1ª série do ensino médio do corrente ano de 2023 incluiu a antologia de poesia Poesia de Aluvião: Novos territórios da literatura sul-baiana contemporânea, organizada por mim e por Fabrício Brandão, que reúne 15 poetxs tocadxs de alguma maneira pelo eixo Ilhéus-Itabuna, publicada pela Editora Patuá em 2022.
A decisão da Piedade foi recebida com bastante contentamento por nós, organizadores e autorxs, e também pela comunidade de amantes das letras de nossa terra mãe. É certo que a sociedade sul-baiana entrega os melhores esforços para manter viva a cultura e, tratando-se do caso desta breve nota, a literatura. Buscamos a todo momento entregar a literatura que nos sentimentos vocacionados a fazer e, para isso, driblamos todas as dificuldades que porventura surgem.
Acredite, querido leitor, que são muitos os obstáculos, e dos mais surpreendentes, inclusive aqueles impostos pelos poderes públicos ou pela carência de políticas públicas. Entretanto, como toda vocação, seguimos mesmo ante as adversidades. E mergulhamos em um bálsamo rejuvenescedor quando recebemos uma notícia como a da inclusão da antologia no material da Piedade.
Por isso, para muito além da contextualização que eu trouxe acima, essa nota é um sincero agradecimento ao Instituto no Nossa Senhora da Piedade por ser um farol da educação e por acreditar na literatura contemporânea sul-baiana. A participação no material paradidático é um reconhecimento necessário para que a literatura possa continuar com ânimo. Esse é o melhor e maior prêmio. Olhar para a sua terra, olhar para a sua escola, e saber que todo o esforço valeu a pena. Muito obrigado!
Sobre Geraldo Lavigne de Lemos
Ex-aluno da Piedade
Membro da Academia de Letras de Ilhéus
Autor de seis livros de poesia
Coorganizador da antologia Poesia de Aluvião
Livro

Publique seu comentário

WordPress Lightbox