secom bahia


Ação conjunta desocupa quiosques na Avenida Dois de Julho para instalação de nova base da PM

0
368

A finalidade é instalar uma base da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (68ª CIPM)

Uma ação conjunta entre a Prefeitura de Ilhéus, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Polícia Militar da Bahia (PM), realizada na manhã desta terça-feira (30), pôs fim a um problema antigo na cidade: a invasão dos quiosques da Praça José Marcelino, situada na Avenida Dois de Julho, no Centro Histórico. Por meio do trabalho realizado pelas secretarias de Ordem Pública (Seop) e Serviços Urbanos, com apoio da PM, os quiosques foram inteiramente desocupados.

A finalidade é instalar uma base da 68ª Companhia Independente de Polícia Militar (68ª CIPM), aumentando a presença do efetivo e a taxa de impacto visual, e, consequentemente, reduzindo as ocorrências policiais no Centro Histórico.

“A gestão do prefeito Mário Alexandre trabalha no sentido de garantir bem-estar e tranquilidade aos frequentadores da região central, moradores, turistas e comerciantes. O planejamento da administração municipal consiste na revitalização da região que engloba a Avenida Dois de Julho, uma área importante para o comércio e o entretenimento. A Praça José Marcelino era um ponto focal da segurança pública. Então, a Prefeitura está cedendo em comodato os quiosques, a fim de que a Polícia Militar possa instalar uma base e gerar mais segurança em todo o entorno”, explicou Marcelo Barreto, titular da Seop.

Os espaços serviam como abrigo de usuários de drogas, representando perigo aos moradores e frequentadores dos estabelecimentos comerciais localizados nas imediações da praça. Conforme Barreto, a operação foi montada após alinhamento entre o Município, entidades comerciais e os órgãos de segurança pública.

“Através do diálogo realizamos um trabalho importante no centro. O policiamento da 68ª CIPM será instalado para fortalecer toda a região. Agradecemos ao prefeito Mário Alexandre e à deputada Soane Galvão, que ouviram as demandas e atenderam às nossas necessidades”, ressaltou Anselmo Clement, presidente da CDL.

Nos últimos anos foram registrados três homicídios nas adjacências, além de roubos e denúncias de tráfico de drogas. “Agradecemos à Prefeitura de Ilhéus, CDL e à Polícia Militar por essa mobilização realizada nesta área. Um local que estava abandonado, mas que com a presença da PM voltará a ser aprazível e mais visitado”, afirmou o comerciante Ciro Martins, proprietário do espaço O Rei da Kafta.

Para Paulo Sérgio dos Santos, presidente da Associação Comercial e Industrial de Ilhéus, “uma ação importantíssima desenvolvida pela gestão do prefeito Mário Alexandre para garantir policiamento 24 horas. Os bares e restaurantes que sofriam muita com a falta de policiamento e segurança terão um novo momento. Sem dúvida o turismo estará mais pujante, principalmente à noite”, comentou.

Publique seu comentário

WordPress Lightbox