Diretrizes e iniciativas para a Economia Criativa na Bahia serão discutidas em seminário aberto ao público

0
96

Dando continuidade ao desenvolvimento do Documento Bahia Criativa, coordenado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), o Grupo de Trabalho que elabora o texto realiza o seminário Diretrizes e Iniciativas para o Desenvolvimento da Economia Criativa na Bahia. O evento acontece no próximo dia 13, às 14h, no auditório/foyer Orlando Moscoso do Sebrae. Além de reunir especialistas, o seminário será aberto ao público, que também poderá contribuir para a elaboração do Documento.

Durante o encontro, os especialistas na área, professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências e do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da UFBA, Paulo Miguez, e o diretor da área de música da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Gilberto Monte, farão uma leitura crítica do Documento, atentando para os avanços e lacunas nas políticas públicas para a Economia Criativa no Estado, a fim de fornecer subsídios para o debate com o público.

O Documento Bahia Criativa vem sendo elaborado desde agosto de 2012 e tem como objetivo planejar e promover ações de fomento aos segmentos da Economia Criativa. O texto aponta diretrizes, metas e fontes de recursos para ações voltadas a cinco linhas de atuação do setor: Territórios Culturais, Promoção, Fomento Especializado, Formação e qualificação e Informação e Reflexão. A diretora de Economia Criativa da SecultBA, Carmem Lima, explica: “Buscamos construir diretrizes estratégicas de forma a permitir a sistematização de uma carteira de iniciativas integradas para o fortalecimento da dimensão econômica do segmento criativo na Bahia”.

A Economia Criativa é um setor transversal que trata de  processos que envolvem criação, gestão, produção e distribuição de produtos e serviços, que usam a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos e que, por isso, precisam ser apoiados como qualquer outro setor da economia. Acompanhando essa tendência, a SecultBA busca melhorar o apoio a setores como Moda, Design, Serviços Criativos, Artes Performáticas e todas as linguagens que envolvem criatividade e economia, e que são contempladas no Documento Bahia Criativa. Deste modo, artistas, agentes, produtores e todos os envolvidos neste setor são convidados a participar do seminário e contribuir com a sua elaboração.

(Fonte: Secult/BA)

 

Publique seu comentário