secom bahia


Justiça ordena reintegração de Luiz Fernandes à Barry Callebaut

0
590

Após apresentação na Barry Callebaut no dia 1º de dezembro de 2020 para retornar ao trabalho, com o término do seu mandato sindical, o trabalhador Luiz Fernandes Ferreira foi surpreendido com o aviso prévio para demissão, mesmo ainda gozando de estabilidade pós atividade no sindicato. O funcionário recusou-se a assinar a rescisão contratual, sob a argumentação de seu direito adquirido como representante sindical.

A Barry Callebaut, por sua vez, ingressou com ação para que o judiciário homologasse sua demissão. Luiz Fernandes, por meio de seus advogados, Valdir Mesquita e Marcelo Pinheiro, apresentou a contestação do fato, pedindo sua reintegração ao trabalho. Posteriormente, ocorreram duas audiências, nas quais, não houve acordo entre as partes.

No último dia 23 de julho, o titular da 3ª vara da Justiça do Trabalho de Itabuna deu sentença favorável à reintegração de Luiz Fernandes e citou em sua sentença que além da estabilidade sindical do funcionário, o trabalhador retornavam de uma cirurgia, apenas podendo ser demitido por justa causa. O mandado de reintegração foi expedido na última segunda-feira, dia 26, para cumprimento no prazo de cinco dias úteis, após o recebimento do documento expedido.

Luiz Fernandes ingressou na Nestlé, em 04 de agosto de 1980, completando 41 anos de serviços prestados as empresas que continuaram na planta da fábrica moageira de cacau, como Delphi Cacau Brasil e atualmente, a multinacional Barry Callebaut. “Em clima de olímpiadas, ganhei a medalha de ouro. Vitória da classe trabalhadora e a luta continua”, comemorou Luiz Fernandes.

Publique seu comentário