secom saude


Barry Callebaut ameaça ex-presidente do SindiCacau de demissão  

0
598

Foram 40 anos de empresa, de muito trabalho e esforço, dos quais 34 anos atuando como dirigente sindical e 3 vezes como presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Alimentação de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca / SindiCacau.

A luta sempre foi árdua e o propósito de garantir os diretos da categoria, sempre foi o norte para Luiz Fernandes Ferreira Andrade.

Ao gozar de sua estabilidade pós mandato e tentar retornar ao trabalho na fábrica da multinacional Barry Callebaut, Luiz Fernandes foi surpreendido com o aviso de demissão. Ao questionar o RH sobre sua condição de estabilidade, o representante da empresa insistiu na dispensa do funcionário.

Indignado com o tratamento e com seu direito violado, uma vez que todo trabalhador tem direto à estabilidade pós mandato, Luiz Fernandes não assinou a demissão e tenta na justiça reintegração de seu retorno ao trabalho.

“Esse é o tratamento dado ao empregado que sempre lutou e tem seu direito negado. Esse é mais um exemplo de perseguição e não vou aceitar passivamente. Os direitos de todos devem ser resguardados e espero que justiça seja feita”, declarou.

A perseguição, segundo Luiz Fernandes, deve-se ao fato dele ter denunciado diversas irregularidades no desrespeito aos protocolos de saúde que culminou em vários funcionários contraindo a Covid-19, este ano. Um deles, inclusive, estava em estado grave na UTI.

Desde 1986 como dirigente sindical, o ex-presidente do SindiCacau está acostumado à luta pelos direitos e bem-estar da categoria. Ele espera que sua estabilidade seja respeitada e que a justiça prevaleça e garanta seu direito.

(Fonte: Consciência Bancária)

 

Publique seu comentário